quinta-feira, 12 de maio de 2011

O PORQUE DOS PROJETOS...

Existe um conceito chamado Esho funi que elucida a íntima relação entre a vida e o meio ambiente. Este conceito tem uma importância fundamental para entendermos as relações que estabelecemos ao longo da vida nos vários locais em que vivemos: família, trabalho, vizinhança, organização, enfim, na sociedade como um todo.
Significa que a pessoa e seu ambiente formam uma vida única e completa, sendo que nenhuma pode existir separada da outra. É importante conscientizarmo-nos de que a mudança das condições que nos rodeiam passa obrigatoriamente pela nossa própria transformação, querer transformar o ambiente sem a mudança de si próprio é tão absurdo quanto à tentativa de endireitar uma sombra sem mexer o corpo.
Enfim, as relações que estabelecemos com as pessoas, o local onde nos encontramos e vivemos, ou seja, tudo que se manifesta no nosso dia-a-dia está relacionado com o nosso estado de vida. Portanto, se hoje desfrutamos de um lar harmonioso e um bom ambiente de trabalho, ou se vivemos relações conflitantes, num ambiente permeado pelo ódio, trapaças e inveja, somos responsáveis por isso.
Jornal Brasil Seikyo, edição nº 1624, 20/10/2001, e edição nº 1627 página A6.

quarta-feira, 4 de março de 2009

Cinema é cultura

O cinema não nasceu nem como arte, nem como indústria. Começou como uma bizarra curiosidade científica. As imagens em movimento (fotos em movimento), exibidas em 28de dezembro de 1895, pelos irmãos Auguste e Louis Lumière, no Grand Café do Boulevard des Capucines de Paris que fascinaram os franceses e fascina todos nós até hoje.
Eu comecei bem pequenininha vendo Walt Disney e isso marcou a minha vida.
Creio que o valor estético de uma obra cinematográfica só pode ser medido em função de sua capacidade de permanência, como exemplo "O Encouraçado Potemkin" continua se exibindo a anos e, se há dois milhões que vêem qualquer filme em um mês, há dez milhões que vêm vendo O Encouraçado todos esses anos.






Projeto: Olho ao meu redor e me vejo

Atividade: Plantio de árvores nativas e distribuidas gratuitamente.
Objetivo: Reutilizar, reflorestar e repensar o ambiente onde vivemos identificando áreas onde podemos atuar para transformar positivamente o nosso redor.
Período: iniciou em outubro de 2008 juntamente com o Sr. Dalcy Gomes (Pepeu jardineiro)
Resultados: Foram usados mais de 600 copos plasticos de suco jogados na rua para a formação das mudas; esses copos duram mais de 6 anos até se desintegrarem. Já foram registrados mais de 200 endereços de mudas plantadas, principalmente de ipê amarelo, arvore simbolica do Brasil pela sua graciosidade.

Campanha: Levante-se e faça a sua parte contra a Pobreza e pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Atividade: A Campanha do Milênio é uma iniciativa envolvendo múltiplas agências da ONU em apoio aos esforços dos cidadãos na cobrança da prestação de contas pelos seus governos, juntamente com a realização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. A Campanha Global de Ação contra a Pobreza (GCAP) é a mais larga aliança de sociedade civil existente, composta por sindicatos, grupos comunitários e religiosos, organizações de mulheres e jovens, ONGs e outros ativistas que trabalham em conjunto pelo fim da pobreza e da desigualdade. http://www.standagainstpoverty.org/pt
Objetivo: formar multiplicadores, participando dessa campanha com o projeto “Curso de 20 minutos – reciclando materiais e conceitos” com aulas práticas de reciclagem de garrafa PET, ministradas em apenas 20 minutos diários durante uma semana finalizada no dia 18 de outubro de 2008; usando a criatividade para o uso de diferentes maneiras de reaproveitamento.
Período: 17 a 19 outubro 2008.
Resultados: adesão de mais de 50 pessoas, o
curso contribuiu para a formação de multiplicadores no ensino da produção de peças que ajudarão futuramente na renda extra de famílias na miséria; como na conscientização ambiental das pessoas de que devemos antes de mais nada nos responsabilizarmos pelo nosso lixo.

Capacitação através da arte: reciclando materiais e conceitos

Projeto Curso de 20 minutos - Associação de Funcionários do PANAFTOSA - OPAS/OMS
Atividade: Coordenação de cursos, palestras e exibições de filmes de diversas modalidades aplicados no período de 20 minutos diários na Associação de Funcionários de PANAFTOSA, entidade da Organização Mundial da Saúde e Organização Pan-Americana de Saúde
Objetivo: despertar o senso de voluntarismo e trabalhar a criatividade, a sociabilização e cooperação através de atividades artisticas usando principalmente a reciclagem como instrumento.

Período: de 2005 a 2007.
Resultados: A partir dessa experiência, os participantes desse projeto acreditaram que é possível mudar circunstâncias em todos os aspectos da nossa vida iniciando por nós mesmos. Premio da Organização Mundial da Saúde entregue diretamente das mãos da Diretora Dra. Mirta Roses Periago para Cely Ávila - criadora e coordenadora do projeto.

Contadora de histórias

Voluntária da ONG Viva e Deixe Viver.
Atividade: A Associação Viva e Deixe Viver (www.vivaedeixeviver.org.br) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIP - que conta com o apoio de voluntários que se dedicam a contar histórias para crianças e adolescentes hospitalizados promovendo entretenimento, cultura e informação educacional através do estímulo à leitura e do brincar, visando transformar a internação hospitalar em um momento mais alegre e agradável, contribuindo positivamente para o bem estar de seus familiares e equipe multidisciplinar.
Objetivo: Contribuir para a humanização dos hospitais e casas de apoio, fortalecendo valores e princípios essenciais do ser humano: amor, responsabilidade, organização, transparência, respeito, paz, cooperação e união.
Período: março de 2006 a julho de 2007
Resultados: mais de 300 crianças atendidas e despertadas para o encanto da leitura e da contação de histórias, inclusive crianças de rua internas. Algumas crianças nunca tinham ouvido falar de Branca de Neve, Os três porquinho, etc.